TV Câmara

AUDIÊNCIA PÚBLICA

quinta-feira, 15 Maio, 2014 - 18:30

A Câmara Municipal de Florianópolis, no âmbito da Comissão de Educação, realizou na tarde desta quinta-feira, 15 de maio, Audiência Pública para discutir a doação do prédio da Escola Antonieta de Barros, no centro da capital. Há sete anos o espaço não está sendo usado e a intenção é implantar no local um Centro de Educação para Jovens e Adultos, em atendimento a requerimento da vereadora Roseli Pereira (PDT).

A vereadora proponente do encontro ressaltou a importância da abertura deste espaço, considerando o déficit do município que tem cerca de 12 mil pessoas fora da Educação de Jovens e Adultos. No entanto, a declaração do representante da Secretaria Estadual de Administração, Sérgio Steiner, preocupou os presentes ao afirmar que o governo do estado tem outros possíveis destinos para o prédio da Escola Antonieta de Barros, como a colocação no local da sede da Secretaria de Segurança Pública.

Professores e estudantes manifestaram-se ressaltando a importância da educação e solicitando a doação do espaço para a prefeitura da capital. O coordenador de Educação para Jovens e Adultos, Daniel Godinho, destacou que em Florianópolis 69 mil pessoas não têm o Ensino Fundamental completo e 54 mil não concluíram o Ensino Médio. "Nosso desafio é pedir uma parceria para ter uma política de EJA. Não é suficiente termos o prédio. Precisamos de um espaço construído e mantido pela prefeitura e governo".

O estudante Francisco Antônio subiu à tribuna para pedir um lugar apropriado para se capacitar. "Gostaríamos de ter mais atenção e consideração do poder público para continuar nosso estudos no Ensino Médio e depois para conseguirmos chegar à universidade".

Ao fim da audiência ficou definida a criação de uma Comissão formada pela Secretaria Municipal de Educação, na pessoa do secretário Rodolfo Pinto da Luz, por vereadores da Câmara Municipal de Florianópolis e professores e estudantes. Esta Comissão vai buscar uma audiência junto ao governador do estado, Raimundo Colombo, para apresentar o projeto e solicitar a doação do prédio.