TV Câmara

Setembro Amarelo: mês de prevenção ao suicídio e pela valorização da vida

terça-feira, 10 Setembro, 2019 - 18:45

“Você não está sozinho! Falar é a melhor solução!” Quem nunca falou para um amigo ou parente uma dessas frases? Elas podem salvar vidas. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), mostram que a cada 40 segundos uma pessoa comete o suicídio e a cada três segundos uma pessoa tentar cometer suicídio. Só no Brasil 32 mortes são  registradas por dia, deixando o país em um triste oitavo em números absolutos. Por isso, o mês de setembro chegou trazendo com ele a cor amarela símbolo da campanha da valorização da vida e de prevenção ao suicídio.

Para alertar a população e ajudar na identificação de um alerta, a Câmara trouxe na Tribuna Livre, a doutora Vanessa Leal - Psiquiatra, coordenadora estadual do Setembro Amarelo. “Essa é a terceira causa de mortes entre a população mais jovem. Além dos fatores sintomas psiquiátricos a pessoa tem que lutar contra o preconceito e o desconhecimento do suicídio. A prevenção não deve iniciar apenas nos centros com foco em saúde mental, mas deve ser observada em todos os âmbitos da sociedade,” afirma Vanessa.

O telefone do Centro de Valorização da Vida é 188 e o atendimento é 24h

Tendo sofrido a perda de um amigo no começo deste ano, o vereador Jeferson Backer, autor do requerimento, destacou que o tema é de extrema importância para esse momento que a gente vive. “Eu passei por esse lamentável episódio com um grande amigo, que pedia socorro silenciosamente e a gente não enxergou isso, e ele acabou tirando a sua própria vida. É muito triste ver que a pessoa está do teu lado e você não ter o mínimo de delicadeza de escutá-lo, de  perceber que ele tá sofrendo ou que ela está pedindo ajuda”, ressaltou o vereador.

Várias atividades acontecem durante todo esse mês na cidade com o apoio da Associação catarinense de Psiquiatria com encerramento no dia 29, no Parque de Coqueiros com uma caminhada com a presença de especialistas fornecendo informações sobre tratamentos e quebrando tabus sobre a doença. 

Quem quiser pode procurar ajuda também no CVV – Centro de Valorização da Vida que possui atendimento voluntário e gratuitamente a todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias. Basta ligar para o número 188. Para maiores informações, acesse: https://www.cvv.org.br