Text Resize

-A A +A

Tema

Current Theme: Padrão

CÂMARA CONCEDE REPOSIÇÃO SALARIAL A SERVIDORES EFETIVOS
02775c4a-a5b5-4d65-aa02-63a5168e61e8

 

A Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Florianópolis definiu, em reunião nesta semana, o valor que será repassado aos servidores efetivos que não obtiveram a reposição inflacionária entre os anos de 1997 a 2004 concedidos pela Lei Marcílio - Nº 6807 de 2005.

Neste ano foram pagos um total de R$ 635 mil da diferença da perda salarial dos 128 funcionários efetivos da Casa. Desse valor total foi definido um teto máximo de R$ 5 mil reais a cada colaborador. Tal medida foi estabelecida para que de forma igualitária todos os servidores com menores salários tivessem parte dessa dívida quitada, ficando apenas os que possuem salários mais altos. Vale ressaltar que esse pagamento é unico e não será incorporado ao salário em folha, o restante desta reposição serão pagos nos próximos anos.

Segundo o setor reponsável da Casa, em levantamento realizado no ano passado, os cálculos desse déficit chegariam a 75% para cobertura dessa perda salarial. No entanto, em 2016, o então presidente vereador Erádio Manoel Gonçalves optou em quitar parte destas verbas indenizatórias, pagando 25% dessa diferença.

Os valores de reposição foram aprovados em 2005 com a Lei Marcílio, nome referente ao presidente da Câmara na época, vereador Marcílio Ávila.

 

Clique aqui e leia na íntegra a Lei Marcílio.

Notícias Relacionadas