Text Resize

-A A +A

Tema

Current Theme: Padrão

AUDIÊNCIA PÚBLICA DEBATE SAÚDE MENTAL EM FLORIANÓPOLIS
f75dde28-867c-47b0-8229-6f1e4833b20f

A Câmara promoveu nesta quarta-feira (8/11) uma audiência pública para debater o atendimento de saúde mental em Florianópolis. O encontro, realizado no âmbito da Comissão de Defesa do Consumidor, Direitos Humanos e Segurança Pública, é de autoria do vereador Afrânio Boppré (PSOL).

Com o Plenarinho lotado e diversas manifestações em cartazes, três reivindicações foram recorrentes: a construção de um Centro Atenção Psicossocial (CAPS III), a abertura de alas psiquiátricas no Hospital Universitário e a volta do transporte coletivo gratuito para os pacientes.

O QUE É O CAPs III - Destinado a um território com população acima de 200 mil habitantes (critério para implantação), é referência para um território com população de até 150 000 habitantes. Não há limite de idade para a utilização. O atendimento ao paciente, além de medicamentoso e de psicoterapia, inclui visita/atendimento domiciliar e atendimento à família.

O CAPS III constitui-se no principal dispositivo CAPS e presta um serviço de atenção contínua, durante 24 horas, diariamente, incluindo feriados e finais de semana, com capacidade de acolhimento, observação e repouso noturno.

 Desempenha o papel de principal regulador da porta de entrada da rede assistencial em saúde no âmbito do seu território e/ou do módulo assistencial e é também o principal dispositivo substitutivo da internação em hospital psiquiátrico.

Participaram da audiência pública os vereadores Maikon Costa (PSDB), Afrânio Boppré (PSOL), Lino Peres (PT) e Lela (PDT). Estiveram presentes o vice-prefeito da Capital, João Batista Nunes (PSDB), o secretário municipal de Saúde, Carlos Alberto Justo da Silva, a secretária municipal de Assistência Social, Katherine Schreiner e representantes da sociedade civil.

Notícias Relacionadas