Text Resize

-A A +A

Tema

Current Theme: Padrão

A Câmara prestou homenagem aos 90 anos de fundação da Caixa de Esmola aos Indigentes de Florianópolis, que mantém o Albergue Manoel Galdino.  A solenidade, proposta pelo vereador Miltinho Barcelos (DEM), ocorreu nesta quarta-feira (25/10), data que marca o aniversário da instituição filantrópica.

Miltinho Barcelos destacou que este é um momento para resgatar a história e valorizar o trabalho voluntário em prol da população de rua do município. “São 90 anos que essas pessoas ajudam o próximo sem esperar nada em troca”, afirmou.

A Câmara aprovou nesta terça-feira (24/10), em segunda votação, o projeto de lei que institui o Ano dos Açores em Florianópolis. A proposta de autoria do vereador Dinho (PMDB), celebra em 2018 os 270 anos da chegada dos primeiros açorianos a Santa Catarina.

Segundo Dinho, os açorianos trouxeram a própria visão de mundo, imaginário e histórias folclóricas. “Dos açorianos nós herdamos, além de uma rica literatura caracterizada pelos versos de improviso, pasquins, rimas e manifestações de arte popular”, afirmou.

O projeto agora será encaminhado para o Executivo para sanção.

Quatro árvores Figueiras, localizadas na Rua Santos Saraiva do bairro Estreito, não poderão ser cortadas. A decisão ocorreu na tarde desta segunda-feira (23/10) com a aprovação do projeto de lei de autoria do vereador Pedrão (PP). A proposta passará ainda por uma segunda votação antes de ser encaminhada para sanção do Executivo.

Segundo o parlamentar “a preservação desses espécimes arbóreos é essencial para a manutenção da biodiversidade ambiental do nosso município”.

Entidades e pessoas que realizam trabalhos voluntários e atuam na defesa das crianças e adolescentes em Florianópolis receberam as Medalhas João Paulo II e Hebert de Souza. As homenagens ocorreram em sessão solene, nesta segunda-feira (23/10), na Câmara. Ao todo foram 17 condecorados.

Segundo o vereador Marquito (PSOL), que discursou em nome da Câmara, “as duas homenagens reconhecem aqueles que lutam pela garantia dos direitos de todos da nossa cidade”.

A Comissão Suprapartidária do Carnaval de Florianópolis debateu nesta quinta-feira (20/10) sobre as festividades carnavalescas de rua. Ainda estão previstas outros duas reuniões, a proposta é que,no final dos debates, seja feito um grande seminário e criado um projeto que garanta a preservação da cultura carnavalesca.A iniciativa é do vereador Lela (PDT).

O líder do PMDB, vereador Tiago Silva, informou ontem em plenário que indicou o vereador Renato da Farmácia (PSOL) para integrar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), instalada na Casa para investigar denúncias de irregularidades na organização das festas de carnaval e do aniversário da cidade.

Renato da Farmácia substituiu a vereadora Maria da Graça (PMDB), que pediu desligamento da Comissão no final da semana passada. Ele ocupa a vaga do PMDB definida, como as demais, pelo critério da proporcionalidade dos partidos com assento na Câmara.

A Câmara realizou nesta quarta-feira (18/10) uma sessão comemorativa aos 500 anos da Reforma Protestante. A homenagem foi requerida pelo vereador Renato da Farmácia (PSOL). Membros da comunidade luterana de Florianópolis lotaram o plenário e as galerias.

 A Reforma, movimento liderado por Martinho Lutero no século 16, foi um marco na história moderna quando o monge agostiniano, em 1517, fixou na porta da Igreja de Wittemberg, na Alemanha, 95 teses que criticavam a conduta da Igreja Católica.

A vereadora Maria da Graça (PMDB) decidiu desligar-se da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instalada na Câmara para investigar denúncias de irregularidades na organização do carnaval e da festa de aniversário da cidade. Ela comunicou a decisão por meio de ofício ao presidente da CPI, vereador Claudinei marques (PRB).

Empresas que oferecem banda larga fixa em Florianópolis não poderão mais limitar o acesso e a utilização dos usuários que contrataram estes serviços. A partir de agora está proibida a restrição, interrupção, limitação ou suspensão, sejam totais ou parciais, dos pacotes de internet. Este é o objetivo do projeto de lei, de autoria do vereador Tiago Silva (PMDB), aprovado pela Câmara nesta segunda-feira (16/10).

A Câmara aprovou um projeto de lei complementar que institui a Viagem Segura para motorista, cobradores e usuários do transporte coletivo da Capital. A proposta, de autoria do vereador Dinho (PMDB) aprovada nesta segunda-feira (16/10), altera a redação da Lei nº 34/94, que trata sobre o sistema de transporte coletivo.

Segundo o parlamentar, “com uma redação mais ampla, iremos combater atitudes negativas, tanto dentro dos veículos quanto nos terminais de integração, que podem colocar em risco a vida de outros passageiros e colaboradores”.